terça-feira, 1 de junho de 2010

DE VOOOOOOLTA

Broguim veio de guerra, ca estou eu de volta...
Meses se passaram, as peripécias de Paris estão momentaneamente suspensas, então vamos nos levantar voo para as peripécias tupiniquins mesmo.
Nesses meses que estou aqui ja fiz de um tudo e um pouco de nada ao mesmo tempo. Calma, fiquei doida não, mas é que quando eu penso que cheguei aqui, ja voltei em Paris, ja dei de cara com as Piramides do Egito, ja voei de helicoptero, ja fui motorista de cachorro ( da minha, deixo registrado) , sem contar que voltei para sala de aula, lugar que inclusive acho que nunca mais saio pelo andar da carruagem. Naaaaao gente, não estou pensando negativo não pelo contrario, positivo até demais, mas vamos ao que vale a pena pq o giz ta gasto.
Seguinte, não vou contar de tudo isso que citei acima, vou direto resumindo a ultima das peripécias.
Como ja disse fui motorista de cachorro né... é assim, la em casa, la em Patos de Minas Minas Gerais Brasil, tem a Zahara, uma Afghan Houd belissima que é o xodo e que foi passar uma temporada em Teresopolis. Ok... cachorra de gente fina mesmo...kkkk... coisa de madame ja pegou pesado, mas é, confesso que não é a coisa mais natural do mundo uma cachorra passar uma temporada na serra carioca, mas ela foi fazer esse "intercâmbio familiar" ja que a familia dela mora la, e ela nasceu la.
Mas o ponto que pretendo chegar é que tudo que vai.... siiiim, volta! La fui eu buscar a Zahara nos Teresopolis. Looooooogico que de boba a gente possui a cara e o jeito de andar, então rolou a união perfeita da famosa fome com vontade de comer.
Ao invés de irmos eu e Tavares de bate e volta como fizemos na ida, encrementamos um cadiiiiim de nada, ou melhor de Nadia...
Aproveitando a passagem da polaca pelos Belos Horizontes da Capitar, guardamos ela no carro com a gente e zarpamos rumo ao Rio.
Pensa que parou por ai?? Não poderia né.
Junto com a Nadia encrementamos também o pacotinho com Patricia e Graziela. Estilo comboio da amizade cristã sabe? Pois é...5 cabeças pensantes e falantes dentro do mesmo carro, com reserva no mesmo hotel, da no que??? Diversão garantida ou seu dinheiro de volta...
Chegamos no Rio sabado por volta da hora do almoço, e ja caimos onde.??? HELLOOOOOO precisa nem responder ne! Minerio faz o que mesmo no Rio?? PRAAAAAAIA
Arrasamos na praia, mas esquecemos de trocar uma figurinha com Pedrita e a danada fechou o tempo, correu com o povo da praia, mas mesmo assim teve bom demais.
Tavares caiu da nave de jeito e de com força, seguido de perto pela minha pessoa devo confessar sem maiores arroubos de timidez.. fazer o que né, todo mundo tem seu dia maluquinho.
A noite chegou e la fomos nos, 5 ingênuos mineirinhos achando que seria possivel entrar em um restaurante badaladim no pé da Urca. Pé... exatamente isso que ganhamos na bunda...kkk deu pra entrar não. Maaaaas no mundo o que se tem além de amigos??? Modernidade!!!!
E nessa hora, viva o Iphone com acesso ao email que consegue ver a lista que amigos ja mandaram com sugestões de lugar para ir onde?? Rio de Janeiro... pronto!!!! to falando gente, amigo moderno salva ( nesse caso estou sendo modesta mesmo)
Fomos para o Zaza Bistrô e juro que até hoje queria mais do meu risoto. Delicia demais, mas depois vem o que mesmo?? ahhh pois é... modernos ou não a tendência é comer além da conta sempre. Parece até coisa de regra sabe, tipo equação: sair com amigos + comida= CAPOTE ( não o que eu tinha tomado na praia mais cedo, pq esse a gente abafa, mas capote de tanto comer). No final da noite vem a melhor de todas.
Tentaram enganar a gente falando que taxi não leva 5 pessoas e a gente quaaaaase acreditou sabe, ai no momento que a lenda ia se tornar realidade, que realmente tomamos um não de um taxista, eis que surge ele... em seu Meriva amarelo...vindo diretamente das cochias de algum teatro perdido... Fernando, O taxista.
Acompanha comigo um leve resumo: a pessoa cai da nave na praia, tem uma crise de esfomeamento ( não sei se essa palavra existe, mas acho que da pra ir no contexto) quando pede uma porção de Tapioquinha ( era tão inha, mas tão inha, e com o preço tão ão que ja começamos a pensar onde era o McDonald's mais perto pra terminar o jantar que ali definitivamente não ia dar) LEDO ENGANO... eis que brotam na mesa 5 super mega plus pratos deliciosos ( pena que o Tavares não possa dizer o mesmo, e não que o dele não estava delicioso, mas ele no ataque subito pos queda da nave, resolveu que o mundo acabaria em Ruffles e chocolate, e digamos que no estomago dele o espaço que sobrou não deu..rs, mas em solidariedade ao meu amigo não falarei mais dos pratos). de pança cheia saimos do restô e caimos nos braços de Fernando.
Quando entramos no taxi, o cara pegou uma carona na novela das oito e solta que era italiano, em um bom italiano inclusive. Acho que ele não contava com a astucia da polaca. Amigo fino é isso, fala tudo que é lingua. Pois bem... depois de uma aula de simpatia, o Tavares me começa a rir e o cara solta: ta rindo de mim??? isso é falta de educação!!!
Pronto, la vai o "italiano" descer a gente do carro agora. Ficar no meio da rua, no Rio de Janeiro e de barriga cheia seria o fim do encantamento do dia.. mas nada bobo!!!
Fernando nada mais era que um sabio taxista fantasiado de palhaço ou vice versa como preferir... estava simples e corajosamente fazendo hora com a nossa cara. Mas foi o melhor taxsta que ja peguei até hoje eu acho. Além da aula cômica, onde ele faz graça até com a feiura dele, ele começou a aula de cultura geral e tenho que dizer que o cara arrasa. Super culto o taxista Fernando e fez nossa noite terminar com uma otima seção de risos.
No dia seguinte partimos rumo ao Leblon ( mesmo depois da aula cultural de Fernando, somos mineiros e não negamos a raça) dia de luz e festa do sol... um dia lindo e gostoso que teve seu fim como mesmo???? Ahhh ta.. orgia gastronômica outra vez, dessa vez no Garota de Ipanema...O carne boooooooa.
Foda que como tudo que é bom acaba, no dia seguinte zarpamos... Pati e Gra ja tinham ido, Nadia rumou pra Paris, e eu e o Cabeça rumo a Teresopolis catar de volta a cã.
Triste isso ne, chegar na dura e chata realidade das proximidades do exame da OAB, mas fazer o que ne... encara de frente, mata no peito e vamos que vamos ( olha a copa fazendo efeito)
Até os proximos capitulos da Saga Mineira...

2 comentários:

tavares disse...

aiaiaia, sao 7 da matina e eu aqui no trablaho rolando de rir disso, nao me contive e li antes de terminar meus "pagamentos do dia". kkkkk Gente pense em rir, nao, vc nao conseguiria chegar ao meu estado no findi... perfeito demais... bjos

Anônimo disse...

Amanditaaa! Que bom que você voltou! Estava sentindo falta das suas peripécias! risos
E das risadas no meio do trabalho...
Beijos, Laís