segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Exposé.. sim, o primeiro a gente nunca esquece.

Pois é pessoas do meu Brasil Varonil... chegou o dia do mardito do exposé!
Depois de sofrer o final de semana lendo o que eu tinha feito e mais uma infinidade de outras coisas, la foi eu hj cedão pra faculdade. Vida de pobre é foda né..kkkk.. tive que sair mais cedo para poder imprimir o trabalho, já que não sou possuidora de uma impressora, mas quem teria uma impressora antes de ter uma casa né? Uma coisa de cada vez..kk
Então.. sai mais cedo e logicamente dei com os burros nagua, pq o bureaux que imprime so abria as 9. Bom né? Mas tb nem cheguei taaaaaaaaaaao cedo.. esperei so um cadim.
Mas então, eis que adentra o recinto( por falar nisso, nunca comentei da minha sala de aula. Fudiiiiiiiiiiiiiiido Gente eu tenho CARTEIRA! Sabe mesa e cadeira, como no primário? Pois é.. é assim) Mas enfim, entra o professor na sala ( ele é aquele do dente que a sujeira fecha o buraco entre os dentes da frente) e eu penso: to ferrada! Mas até que se saí bem viu...kkk.. Tudo bem que eu li, mas li certo. Li o tema pq uma francesa la com a ligua presa ( gente, imagina uma francesa que tem a lingua presa falando, quase ri na cara da mulher,mas mamae ensinou a ter educação) ela falou quase 1 hora e simplesmente não disse nada do que tinha que falar...rs
Enfim, se salvei!!!!!! uhuuuuuuuuuuuuuuuuuuu
Sai da facul e fui ao HSBC levar uns documentos do Leo que estavam faltando e minha querida gerente de conta, a portuguesa barbada ( ainda vou descobrir pq toda mulher portuguesa tem barba) disse que não sabe se vão deixar eu abrir conta no banco pq a Carte de Séjur do Leo ta pra ser renovada e tals.. foda . O pais buRRocrático.
é isso.. na volta pra casa de busao, fiquei UMA hora ate chegar mas teve bom.. estava eu sentada no banquinho quando chega um ROIA me cutucando. Perguntando se tava tudo bem e tal.. eu estava ouvindo musica ne, e ele perguntou de onde eu era e tal, quando eu disse que era do Brasil, ele pediu pra ouvir musica brasileira. Dou conta dessa gente não!! rs mas enfim, despluguei o fone do negocio ( pq eu que num ia deixar ele colocar as zureia dele no meu fone ne) e estava tocando uma musica que a Michelle cantou de farra na casa da Gal ( ô ôôô Rosa, olodum alegria cidade canta...) ai tocou a musica e o cara ficava: bom.. muito bom! Quando acabou, o oreia do banco de tras pediu pra ouvir a musica outra vez.. é mole??? Passarinha arrebendtando nos onibus de Paris!!! Ai olhando o caminho, vi um dalmata flhote na rua.. me deu saudade do Teodoro.. nem sei se o pobre ta vivo, mas ele era tudo de bom.
Vou dormir

4 comentários:

Michelle CP disse...

Que fofa sua menção à minha pequena pessoa! Em breve estarei aí... e nós vamos fazer sucesso em Paris... chique demais da conta... hehehe! Saudade! Fico muito feliz em saber que tenho ajudado de alguma forma, mesmo um pouquinho distante... rs! Beijão - Michelle CP

Anônimo disse...

Eu mesma
A distância fica até pequena, minha Passarinha....

Anônimo disse...

Ai meu Deus!!!!
Né por nada não ... mas ano novo com vcs em PARIS!!!
SOCORRO estou prestes a fazer uma pequena loucurinha....rsrsrsrs
sodade Dinha.
Papaty

Anônimo disse...

Amanda, suas peripécias são ótimas!! Com certeza ... páginas de um livro bom. Boa sorte com a captura do apto. Bjão. Paula Versiani